Menu Mobile

ARTIGOS

Oi, eu sou seu novo estagiário

Eu não posso dar muitos conselhos, comecei há pouco tempo, mas posso ajudar com duas ou três coisas para você que ainda vai começar.

Ser estagiário é algo engraçado.

É um início explosivo, o primeiro dia em uma agência é um excesso de informações e uma sensação indescritível para quem já está há um certo tempo na área. Esteja preparado para receber uma aula de 2 meses em 6 horas.

Você vê pessoas indo e voltando, mídia, BI, briefing aqui e lá, e-mails, alterações, café, pizza, risadas, ligações, PHP, adobe, "A luz piscou!", "Salva", vai por ali e por lá, começa tudo de novo, e nesse de novo o novo sempre se faz presente.

Aliás, o novo é sempre muito falado, talvez até mais falado que o atual.

O que me leva ao segundo ponto.

Lembro quando fui ao meu primeiro evento de publicidade, eu mal fazia ideia do que um publicitário fazia, eu era um típico iniciante.

Durante todos os cinco dias de evento foram discutidas tecnologias que serão utilizadas no futuro, o que será possível fazer com elas e como o mercado estava se preparando para tudo isso.

Saí de lá pensando sobre todas as possibilidades, o que o futuro aguardava e quando fui me aprofundar mais percebi: eu não poderia jamais aprender sobre o futuro, eu mal sabia o que estava no presente.

Peguei então esse presente e decidi desembrulhá-lo (e ainda estou), o resto que eu ainda não sei mexer deixei de lado por um tempo, mas sempre fico de olho.

Agora o terceiro ponto, esse é muito importante e preciso que você leia atentamente.

Deixe seu ego em casa.

As agências, normalmente, cedem uma cadeira para cada criativo, é uma cadeira grande e confortável, mas elas não têm espaço para o ego, se for dividir a cadeira com ele você pode acabar caindo.

No começo é muito comum que uma certa maioria entre em publicidade imaginando que irão mudar o mundo completamente, terão um brilho gigantesco e possuem um talento acima da maioria.

É um erro gigante, grotesco e primitivo.

Claro que todos podem mudar o mundo. Se me permite o clichê aqui usado, não duvide de suas capacidades.

Mas não pense que você é um gênio, ou que o talento vai levar você nas costas, ou qualquer um desses devaneios.

Se você tiver qualquer uma dessas qualidades, deve ser a última pessoa a reconhecer isso.

Corra atrás de repertório, leia, aprenda, corra mais e observe tudo.

Seu diferencial não será medido por sua personalidade, e sim pelo seu caráter e vontade.

Então é isso, se você é dos que descem a barra de rolagem para baixo e lêem os últimos parágrafos, aqui vai uma conclusão de tudo que foi dito: queira aprender, aprenda o agora de olho no futuro e mande seu ego ir dormir.

Se me permite, gostaria de dar uma última dica: aproveite!

Esse é o fantástico mundo da publicidade, pegue seu café, tire uma fatia da pizza, acomode-se e sorria.

Será uma longa noite de sábado.

 

Por Alisson dos Santos
Estagiário A2C 

 

Compartilhe

ARTIGOS RECENTES